Design thinking e vantagem competitiva

design-thinking-vantagem-competitiva

O design thinking já está estabelecido como uma metodologia que persegue a inovação em diferentes segmentos. Áreas como saúde, educação e governo começaram a desenvolver protótipos pensando na experiência do usuário como foco. Mas, na prática, esse conjunto de ferramentas pode ter um prazo de validade.

Para usar o design thinking como vantagem competitiva, as empresas devem tornar-se “mestres da arte”. Ser apenas um “praticante” não é suficiente. É preciso reinventar-se constantemente.

E como é possível fazer isso? Como exemplo, o Innova School System, que vem aplicando o design thinking na construção de salas de aula para o currículo escolar.

E para que os resultados não sejam de curta duração, e sim de forma sustentada, é preciso pensar em soluções que não sejam óbvias (já que essas podem ser facilmente copiadas), para assim conseguir a tão desejada vantagem competitiva.

Para Tim Brown, CEO da IDEO, um dos grandes desafios para as grandes companhias na próxima década é dominar profundamente as habilidades presentes no design thinking e disseminar o conceito de liderança criativa em todos os níveis.

Fonte: http://bit.ly/1NDtpKC